Envelhecimento e andropausa (D.A.E.M.)

O envelhecimento masculino se confunde muito com a andropausa (D.A.E.M. ou distúrbio androgênico do envelhecimento masculino) porque ambos surgem mais ou menos na mesma ocasião. Nossa testosterona diminui a um ritmo de 1 a 3% ao ano a partir dos 40 anos de idade.

É justo nessa época do declínio hormonal que os homens começam a envelhecer. Muitos homens não se dão conta do envelhecimento porque como é um processo lento, dá aos homens a capacidade de se adaptar até mesmo sem perceber; ao contrário das mulheres que tem um final abrupto da sua produção hormonal. As queixas de diminuição de testosterona podem ser avaliadas pelo questionário de St.Louis.

As principais alterações ocorrem no corpo, na sexualidade e no psiquismo:

No corpo observamos alterações importantes como:

aumento da gordura abdominal,
queda do cabelo e dos pêlos,
diminuição da força e atrofia muscular (sarcopenia),
fadiga crônica,
anemia,
ressecamento da pele,
dores musculares,
rarefação óssea (osteoporose),
dores articulares,
insônia,
aumento do colesterol e
aumento do risco de doenças cardio-vasculares.

Na parte sexual temos:

diminuição do desejo sexual (libido),
diminuição da sensibilidade do pênis,
diminuição da intensidade da ejaculação,
diminuição do prazer do orgasmo,
diminuição da qualidade das ereções (disfunção erétil)
diminuição das ereções noturnas (tumescência peniana noturna),
possível diminuição do tamanho do pênis,
diminuição do volume de esperma ejaculado e
maior demora do tempo entre as relações.

Na parte psicológica ocorre:

piora do humor,
irritabilidade,
depressão e ansiedade,
sono logo após o jantar,
esquecimentos freqüentes,
lentidão do raciocínio e
apatia.

Essas alterações físicas, sexuais e psicológicas da andropausa afetam a auto-estima e a imagem que o homem tem de si mesmo, interferindo de modo negativo no seu comportamento profissional, sexual, familiar, social e pessoal.

A sua saúde hormonal masculina é importantíssima para determinar o seu bem-estar. O envelhecimento hormonal e seus sintomas podem ser facilmente tratados. Ninguém precisa mais sofrer as conseqüências de uma crise de meia-idade. Hoje temos plena capacidade de interferir e influenciar o nosso processo de envelhecimento, fazendo da segunda metade de nossa vida a melhor parte de nossas vidas.

Até pouco tempo atrás, o envelhecimento era algo inevitável e inexorável, obrigando os homens a aceitar os rumos da vida que se esvai lentamente em direção às doenças, hospitais e cemitério. Mesmo a contra-gosto nada havia a se fazer a não ser aceitar passivamente os desígnios do destino e da história da humanidade. Sem muitas opções, a religião se torna um acalento, um conforto, como que preparando o homem para o que viria a seguir. Mas saiba que hoje isso mudou e mudou muito.

Receba o link do livro "Envelhecimento Saudável" e nosso informativo periódico preenchendo o cadastro abaixo :

Nome:

E-mail:

Deixe o seu telefone apenas se desejar ser contactado pelo médico.
Tel:   

Idade:

Cidade:

Estado:

Comentário / Pergunta







Nosso Tratamento
  •  

    A consulta  Mais >

  •  

    Os Planos de atendimento  Mais >

  •  

    O Serviço de Nutrição  Mais >

  •  

    Os exercícios físicos  Mais >